Quinta-feira, 1 de Março de 2012
A Roma judia (Cesareia)

 

         Cerca de meia hora após deixarmos Telavive – Yafo, demos entrada no átrio das ruínas de Cesareia, eram 09h20; cidade judia que foi sede do governador romano e na qual São Paulo esteve preso antes de partir para Roma afim de ser ouvido pelo Imperador.

         No ano 40 AC, o senado romano proclamou Herodes rei da Judeia que desse modo se torna mais um fiel amigo do Imperio Romano. Para agradar a Roma mandou construir grandes palácios fortificados, templos, anfiteatros e aquedutos, mas o seu projecto mais arrojado constou da fundação de uma nova cidade com um porto ao qual deu o nome de Cesareia, em honra dos seus mentores. Dotou-a com um templo dedicado a César Augusto, um anfiteatro, um teatro, um hipódromo e banhos, tudo revestido de mármore branco importado.

           Para abastecer a cidade com água mandou construir um aqueduto de 8km. Azar foi na escolha do local, pois que carecia de uma baia natural que não tinha, mas entretanto ele remediou o mal mandado fazer uma artificial que por construída sobre uma falha instável da margem do Mediterrâneo foi de pouca dura. Assim tudo quanto hoje resta dessa gigantesca obra de engenharia encontra-se submerso e enterrado na areia.

           Maquete de Cesaria à entrada do átrio, onde os visitantes são informados à volta do que mais lhe interessa ver.

           Entrada na parte nobre de Cesareia (ruínas)

           Teatro romano que ainda hoje ali se fazem concertos para 5.000 espectadores

            O que foi a baia de Cesareia

         Anfiteatro

         Hipódromo

          Terá sido neste local que São Paulo foi ouvido pelo governador Pórcio Festo, e mandado para Roma. Lê-se nos Actos dos Apóstolos (25: 11-12) :" Se de facto sou culpado, ou fiz alguma coisa que mereça a pena de morte, estou pronto para morrer. Mas, se o que dizem contra mim não é verdade, ninguém me pode entregar aos judeus. Portanto, apelo para o Imperador. Então Festo, depois de conversar com os seus conselheiros, disse: "Apelaste para o Imperador, irás ao Imperador!"

 

          Piscina talhada na pedra vulcânica do mar mediterrânico

  

           Construções apalaçadas a mostrarem a opulência da Roma judia.

           Entrada e saída no átrio de Cesareia

          Já fora da cerca,  e a caminho de Haifa fez-se um desvio para admirar um aqueduto com mais de 2.000 anos, mandado fazer por Herodes para abastecer de água a cidade de Cesareia



publicado por aquimetem às 18:02
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De mg a 2 de Março de 2012 às 16:02
Gosto destas paragens, sim senhor...
Casareia grandiosa, mesmo em ruínas.., os romanos por onde passavam, logo impunham a opulência , o luxo! -Piscinas naturais, teatro grandioso já para a época, hipódromo...
Quem havia de dizer que o Heródes havia de construir alguma coisa de bom, e útil aos outros , aquela peça...Este aqueduto impõe respeito. Obra de técnica bem avançada para ser , de , hà mais de 2000 anos. Não fica nada aquém dos de agora.
Este episódio de São Paulo e o Imperador, o senhor , percebe-se que está nas suas sete quintas, pelo entusiasmo do relato... é a sua especialidade ...


De aquimetem a 5 de Março de 2012 às 17:41
Tudo em grande, o que também mostra que os homens cujo poder lhes sobe à cabeça se podem transformar em feras. Foi assim com Heródes, Nero, Hitler e outros que nem a história os recorda.. Gostei de ver in loco.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

Vão a Ávila com a Bajouca...

Não poder aproveitar

À Verde Pino

Visita à Terra Santa

De visita a Jerusalém

Muro das Lamentações

Basílica do Santo Sepulcr...

Via Dolorosa

Dentro das muralhas

De Ein Karem ao Menorah

arquivos

Maio 2015

Agosto 2013

Junho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

tags

todas as tags

favoritos

paula-travelho

Boletim ou Folha - 1

Bodas de Prata duma Prela...

O valor a quem o tem !

Razões para uma escolha

Os manos

BTT- Fisgas de Ermelo - S...

Coisas que não esquecem

Errar é próprio do homem

Laranjeiras

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds