Quarta-feira, 25 de Abril de 2012
De visita a Jerusalém

          A segurança em Israel faz parte do sistema social e político do país, e reflecte-se em todo o ambiente laboral ou de lazer. A formação cultural e cívica que cada cidadão judeu recebe torna-o responsável e quase polícia especial apto a proteger e a proteger-se caso seja preciso. Ao contrário dos exércitos tradicionais em que até os profissionais parece que têm vergonha de andar fardados, os militares israelitas sentem orgulho da farda, e na rua, circulam com todo o à-vontade, inspirando confiança e respeito pela manutenção da ordem publica a toda comunidade que neles confia. Sem rigores regimentais, nem preconceitos com uniformes, ao soldado israelita o que se lhe exige é que cumpra bem a missão que lhe é atribuída, o resto fica por sua conta, como mostra um grupo de militares que à saída da Porta de Damasco ví, e cujo barrete ou solidéu, a cor e feitio me despertou curiosidade. Eram 14h05 (16h05, em Portugal), quando nos preparávamos para deixar a Cidade Velha, a caminho do hotel.

           O percurso se não fora o muito transito aquela hora, a colina onde se citua o hotel, vizinho do Centro Comercial da Malcha e do Centro Médico de Hadasa, fazia-se rapido, assim demorou cerca trinta minutos.

         Com óptimas estradas e bermas arranjadas e limpas, por onde se passa tudo é agradável aos olhos e aos sentidos de quem gosta de ver as coisas bem feitas

          Ao passar aqui, lembrei-me que daí a pouco voltava a  passar por ali, mas já de noite, a caminho de Tel Aviv.

           E finalmente chegados ao Rimonim Jerusalem, para preparar as malas, jantar, reunir pela ultima vez com todos os companheiros de peregrinação, deitar e por volta da 01h30 da madrugada arrancar em direcção ao aeroporto de Tel Aviv.

          Parque privativo do hotel

 

           Recepção

          Recepção e sala de exposições

 

          Numa fugida ao 9º andar, ainda aproveitei para colher esta foto, antes que se fizesse noite

 

           .....e esta também.

  

           Depois do jantar seguiu-se a reunião com todos os participantes na peregrinação que para mim, além do que representou esta inesquecível visita a terras que Jesus pisou, foi também o prazer de criar novas amizades, entre as quais destaco um casal de conterrâneos meus, a "animadora" do grupo D. Adelaide e seu marido Sr. Ernesto Pereira, que de Bruxelas vieram directos a Tel Viv para ali se integrarem na nossa peregrinação. Também uma hora antes de nós, partiram de Jerusalém para Tel Aviv donde regressaram a Bruxelas, pois que ainda nesse dia, 21 de Fevereiro, tinham o trabalho à sua espera na capital de Bélgica. Para este casal de transmontanos do meu distrito de Vila Real, o abraço de um mondinense de Vilar de Ferreiros, residente em Lisboa, mas também admirador de Santa Marta de Penaguião. Outro amigo que jamais vou esquecer e que daqui saúdo é o Sr. Yaacov Kreiman que tivemos a sorte de ter por guia turístico durante a nossa estadia em Israel. Um simpático judeu, que com 83 anos de idade me fez soar se o quis acompanhar nas aceleradas visitas programadas, e da boca de um experiente cicerone e muito culto judeu, ouvir falar da sua terra e da terra de Jesus Cristo. Que essa juventude se mantenha por muitos anos mais, caríssimo Sr. Yaacov! 

 

           O vídeo que já anda no Facebook, mostra o grupo muito atento a ouvir o guia Sr Yaacov todo entusiasmado a falar do seu país e do gosto que o povo judeu tem em trabalhar, por isso os preguiçosos gostam pouco deles...Eu admiro este povo, gabo-o e louvo-o ao terminar esta minha derradeira jornada de 20 de Fevereiro de 2012, de visita a Jerusalém 



publicado por aquimetem às 10:35
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


posts recentes

Vão a Ávila com a Bajouca...

Não poder aproveitar

À Verde Pino

Visita à Terra Santa

De visita a Jerusalém

Muro das Lamentações

Basílica do Santo Sepulcr...

Via Dolorosa

Dentro das muralhas

De Ein Karem ao Menorah

arquivos

Maio 2015

Agosto 2013

Junho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

tags

todas as tags

favoritos

paula-travelho

Boletim ou Folha - 1

Bodas de Prata duma Prela...

O valor a quem o tem !

Razões para uma escolha

Os manos

BTT- Fisgas de Ermelo - S...

Coisas que não esquecem

Errar é próprio do homem

Laranjeiras

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds