Terça-feira, 5 de Junho de 2012
À Verde Pino

          No passado domingo, dia 3, o Igreja celebrou uma das festas maiores do calendário litúrgico, e que ocorre anualmente no domingo seguinte ao do Pentecostes: Domingo da SS Trindade. Convidado para ir almoçar a Fátima nesse dia, logo aproveitei para juntar o útil ao agradável, e desse modo aproveitar o tempo o melhor possível. Manhã cedo, fora da cama e vai de apanhar o "expresso"  que liga Lisboa ao Altar do Mundo, onde por volta das 11h00 estava já assistir à eucaristia presidida pelo Reitor do Santuário, Sr. Padre Carlos Cabecinhas.  

 

          Dia com algumas nuvens, mas bastante quente, deu origem a que os lugares à sombra fossem tomados e apinhados de gente que dali não arredava pé, nem mesmo da capelinha das Aparições. Há gente com muita fé, mas comodistas também não faltam! Alguns nem se desviam dos penitentes que de joelhos se movem pela sua passadeira. 

           Mas que havia muita gente, não há dúvida.

          Aqui duas peregrinas que desde Lisboa me fizeram companhia, e que também apanhei à sombra. 

 

           O almoço foi no Católica Hotel, uma acolhedora unidade hoteleira de Fátima, vizinha do Santuário (apenas a uns 3 minutos), e ofertado pela Agencia de Viagens Verde Pino, a mesma que em Fevereiro me levou à Terra Santa. Foi uma ideia gentil por parte da conceituada agencia que demonstra o respeito e consideração que tem pelos seus clientes. Na pessoa da sua representante, a guia Rosário, os meus agradecimentos e também os parabéns

 

           Aqui uma grande parte do grupo de peregrinos em que fui integrado a Israel, onde pela cor laranja se distingue a nossa anfitriã, Rosário

          Aos domingos, dia de Senhor, os sacerdotes têm uma maior preocupação no cuidar da Casa de Deus, e sobretudo nesse domingo que foi da SS Trindade. Isto para dizer que o Sr Padre Melquiades, pároco de Amor-Leiria, prometeu estar presente e não faltou, mas atrasado. Se fosse em Tel Aviv, perdia o avião.

 

           No fim de almoço desceu-se para o bar, e ali se recordou a viagem à Terra Santa, as pessoas que não puderam vir, mas foram recordadas. O simpático guia que tivemos em Israel Yaacov Kreiman, o casal Pereira que de Bruxelas se foi juntar a nós na Terra Santa e outros que não puderam estar presentes, mas não foram esquecidos. Ah! E já estão apensar noutra!...

          Como preito de gratidão pelo acolhimento e simpatia da casa que nos recebeu, um bem haja também ao seu pessoal de serviço, que registo em nome destes dois barmens sorridentes. E à Verde Pino!



publicado por aquimetem às 13:05
link do post | comentar | favorito
|

Contador de visitas
pesquisar neste blog
 
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Não poder aproveitar

À Verde Pino

Visita à Terra Santa

De visita a Jerusalém

Muro das Lamentações

Basílica do Santo Sepulcr...

Via Dolorosa

Dentro das muralhas

De Ein Karem ao Menorah

Gruta do Getsêmani

arquivos

Agosto 2013

Junho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

tags

todas as tags

favorito

paula-travelho

Boletim ou Folha - 1

Bodas de Prata duma Prela...

O valor a quem o tem !

Razões para uma escolha

Os manos

BTT- Fisgas de Ermelo - S...

Coisas que não esquecem

Errar é próprio do homem

Laranjeiras

Contador de visitas
blogs SAPO
subscrever feeds