Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

toumilo

toumilo

03.03.12

Passagem por Cana (Kefar Kana)

aquimetem

           Em direcção a Cana, partimos de Haifa eram 14hh30, aproveitando para do autocarro ir colhendo recordações como esta, das antigas regiões  da Samaria e Galileia.

 

           Com modernas e excelentes vias de circulação as viagens fazem-se sem comprometer os horários programados. Também a luz do dia que por volta das 05h00 começa a despontar, tem o seu reverso na parte de tarde, onde com o aproximar das 17h00 a penumbra vem anunciar a noite. Relembro que estou a guiar-me pela hora portuguesa, em Israel são duas (2) horas a mais, em relação a Portugal. Assim se compreende a razão porque saindo de Haifa às 14h30 passados pouco mais de 30 minutos já os candeeiros das povoações por aonde passamos se vêem acesos.

           Eram 16h00 quando chegamos ao local onde Jesus fez o seu primeiro milagre.

          Detalhes da frontaria da igreja construída onde, segundo a tradição cristã, se deu o milagre das bodas de Cana.

          Era noite quando chegamos a Cana ( Kefar Kana) lugar do primeiro milagre público de Jesus . O autocarro largou-nos  ao fundo de uma rampa ladeada de casas antigas com muito comercio que nos leva até junto ao portão da comunidade franciscana que zela por este local a que São João (2:7-11) alude deste modo: “Quando  o mestre-sala provou a água tornada vinho, sabendo donde era…chamou o mestre-sala ao noivo e lhe disse: Todo o homem põe primeiro o vinho bom e, quando  já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho. Assim deu Jesus início aos seus sinais em Cana da Galileia, e manifestou a sua gloria.”

          Por uma porta, ao lado esquerdo da entrada principal do templo, vamos encontrar este oratório, e junto umas escadas interiores que descendo-as  nos conduzem a umas escavações arquiológicas cujos artefactos descobertos reforçam tudo quanto sobre Cana conhecemos e a tradição atesta.

 

           Entre os utensílios e fragmentos descobertos encontra-se esta talha de pedra semelhante às usadas por Jesus para fazer o milagre. O Evangelho de São João relata que Jesus pediu aos serventes da festa que enchessem /"talhas de pedra/"com água, que foi transformada em vinho.

           Uma perspectiva do subterrâneo onde decorreram as escavações arqueológicas, que agora subindo por outras escadas de acesso ao interior da igreja ou da porta de saída mostra o suposto lugar onde decorreu a boda.  

           De cima, um corredor a toda a volta, e protegido por um gradeamento, deixa ver o local onde foram encontrados muitos dos restos arqueologicos descobertos e se crê foi a sala onde decorreu a festa em que Nossa Senhora recomendou aos serventes: " Façam tudo o que Ele lhes disser."  

 

           Deu tempo para ainda assistir um pouco a uma cerimónia da renovação do Matrimónio que muitos casais aproveitam para fazer quando têm a graça de visitar tão bendita terra. Eram já 16h30 ( em Portugal 18h30) e o destino Tiberíades. Foi regressar ao autocarro, mas antes uma prova de vinho de Cana oferta tradicional de uma loja local para cativar clientes. Noite dentro, deixamos Cana e ponto final à jornada que começou em Telavive, com passagem por Cana, e terminou em Tiberíades, com jantar e domida no hotel Bali. 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Fazer olhinhos